10 Passos Para Iniciar Uma Vida Mais Sustentável

Manter hábitos mais sustentáveis no dia a dia pode ajudar e muito na preservação do meio ambiente, além de fazer com que você conquiste uma melhor qualidade de vida. Ter atitudes em prol do consumo consciente  previne gastos desnecessários e desperdícios de material, realizando uma verdadeira transformação positiva para o nosso planeta.

 

Questões como a escassez dos recursos naturais, aquecimento global, economia sustentável e consciência ambiental são assuntos em alta nos dias de hoje, para que possamos repensar os princípios da sustentabilidade que temos e que almejamos para a nossa sociedade.

Os passos! 

O termo “sustentabilidade”, geralmente associado na mídia às grandes corporações e empresas, deve ser pensado inicialmente a partir da rotina do cidadão comum, que pode fazer uso de atitudes positivas e sustentáveis a fim de preservar o meio ambiente. Por isso, hoje vamos mostrar 10 passos para iniciar uma vida mais sustentável cultivando ações para manter a preservação do meio ambiente com mais responsabilidade ecológica.

 

  1. Alimentação Sustentável 

 

Manter uma alimentação orgânica possui várias vantagens para a melhoria da nossa saúde, além de contribuir para a preservação do meio ambiente. Por serem livres de agrotóxicos (substâncias químicas que são comprovadamente prejudiciais para o nosso organismo), os alimentos orgânicos ajudam a preservar a saúde do nosso corpo. Ela evita o surgimento de possíveis reações alérgicas, problemas neurológicos, distúrbios hormonais e problemas respiratórios, que possam ser resultado da ingestão de substâncias químicas presentes nos legumes, verduras e frutas cultivadas com o uso de agrotóxicos. Ser sustentável é também pensar que a alimentação pode sim ajudar a proteger os recursos hídricos do planeta.

Quem consome alimentos orgânicos, colabora para a proteção da qualidade da água, pois os agrotóxicos utilizados no durante o plantio invadem o solo, atingindo os lençóis freáticos, poluindo os lagos e os rios do planeta. Optar por comprar alimentos na feira e com menos embalagens (principalmente as plásticas e as de isopor) também contribui para uma alimentação mais sustentável.

 

 

  1. Economize no consumo da água

 

Falando sobre recurso naturais, cada vez que utilizamos água de forma não consciente, estamos desperdiçando um precioso recurso do nosso planeta. Embora a maior parte da Terra seja composta por água, apenas uma pequena parcela deste recurso é potável. Já que sua grande maioria encontra-se em mares e oceanos. Por isso, pensar no consumo consciente da água é essencial. Principalmente quando estamos tomando banho, escovando os dentes ou lavando a louça. Ao manter a torneira aberta sem usar, desperdiçamos muitos litros de água. Segundo a Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo), cinco minutos com a torneira aberta gasta de 80 litros de água em apartamento e 12 litros de água em casa.

 

 

  1. Separe o lixo reciclável

 

Para combater os efeitos nocivos do efeito estufa, fazer a separação do lixo orgânico e do lixo reciclável é extremamente importante. O descarte de resíduos de lixo em locais impróprios, como os aterros, causa prejuízos e polui o meio ambiente. Destinar de maneira inadequada os resíduos gerados vai contra os princípios da economia sustentável, no qual os pilares mais importantes são reduzir, reutilizar, recuperar e reciclar. Os produtos POSITIV.A são feitos com embalagens de plástico oceânico, com a missão de reverter os prejuízos causados por aproximadamente 8 milhões de toneladas de plástico descartados indevidamente nos oceanos todos os anos.

 

 

  1. Dispense o carro e use o transporte público

 

Como alternativa para combater o aquecimento global, optar pelo uso de transporte público, pode ajudar a diminuir os índices de gases de efeito estufa liberados pelos escapamentos dos automóveis. Esses gases alteram a temperatura do planeta e criam uma camada que retém e absorve o calor na atmosfera. Optar pelo transporte público no dia a dia faz com que menos automóveis circulem nas ruas. Diminuindo significativamente os danos causados por esses gases.

 

 

  1. Reutilize embalagens

 

Pequenas ações concentradas na reutilização de embalagens auxiliam na manutenção e preservação da natureza. Repensar o ato do consumo e reutilizar, sempre que possível, as embalagens dos produtos, ajuda e muito na preservação ambiental. Impedindo que essa embalagem retorne de forma inadequada ao meio ambiente. O uso de refil e de produtos concentrados, auxiliam também a preservar o recurso hídrico do planeta. Já que produção desses produtos utiliza menos água do que a dos produtos regulares.

 

 

  1. Use embalagens de plástico oceânico

 

Já parou para pensar na quantidade de plástico existente atualmente? Segundo dados da organização ambiental WWF Internacional, o Brasil é um dos países que mais gera resíduos plásticos no mundo. Cerca de 10 milhões de toneladas de plástico são despejadas indevidamente nos oceanos todos os anos. Seus resíduos permaneceram na Terra desde o início da produção do plástico, desregulando todo o ciclo alimentar da vida marinha. Os plásticos coletados nas praias podem sim ser empregados na elaboração de novos frascos e produtos. Estimulando a economia circular e funcionando como uma ação positiva para reverter esse problema. Além de ajudar a prevenir o aumento da quantidade de resíduos plásticos nos mares e oceanos.

  1. Evite o uso de sacolas plásticas

 

As famosas ecobags são a alternativa ideal e ecológica para as convencionais sacolas plásticas, que prejudicam e muito o meio ambiente e demoram cerca de 100 a 400 anos para se decomporem. Práticas e fáceis de levar, as ecobags podem ser reutilizadas várias vezes no seu dia a dia. Além de serem produzidas com materiais sustentáveis ou feitas de algodão reciclado.

 

 

  1. Saiba mais sobre a permacultura

 

Uma união de diversos conhecimentos humanos e científicos que vão além da agricultura. Suas ações concentram-se no cuidado e na preservação ambiental, cuidando das pessoas, da terra e do futuro do planeta de forma a reconhecer os padrões da natureza. Além disso, a prática provê o bom manuseio dos recursos naturais. Planejando e criando ambientes em equilíbrio com o meio ambiente e de maneira sustentável. A permacultura estimula um maior entendimento de como a natureza capta e armazena energia. Podemos repensar a questão energética desde a produção e seu uso nos diversos propósitos que temos no nosso cotidiano. O conceito da permacultura preza pelo baixo consumo energético e o tipo de energia produzida. E leva em consideração outras formas de gerar energia como a energia solar, eólica, entre outras.

 

 

  1. Exercite-se: vá de bicicleta

 

Ter uma vida mais saudável e ainda ajudar o meio ambiente é possível graças à uma simples escolha, como andar de bicicleta. Já parou para pensar no quanto você pode auxiliar a sua saúde enquanto mantém o hábito do exercício físico? Estudos indicam que pessoas que realizam menos atividades físicas em suas rotinas têm maior propensão em desenvolver doenças cardíacas ou ainda diabetes tipo 2. Algumas pessoas acham difícil encontrar tempo suficiente para se exercitar. Mas uma opção viável é optar por ir a pé ou de bicicleta para o trabalho. Assim você contribui para a sua saúde e para a preservação da natureza, por não utilizar veículos motores que emitem CO2 na atmosfera.

 

 

  1. Inspire outras pessoas com atitudes positivas

 

Atitudes positivas geram mais engajamento positivo por parte de outras pessoas também. A vida em sociedade funciona com base no convívio e nas atividades que realizamos no coletivo. Pequenas atitudes como fazer o descarte do lixo de forma correta, ou não desperdiçar alimentos no dia a dia. Por exemplo, são exemplos positivos para outras pessoas. Isso estimula a qualidade de vida e sustentabilidade na dinâmica social.

 

 

Praticar hábitos mais sustentáveis pode sim mudar e melhorar a sua qualidade de vida. Caso você já pratique alguma das dicas que mencionamos, conte pra gente aqui nos comentários! Se você quiser saber ainda mais dicas sobre consumo consciente, recomendamos esse artigo, que te ajudará a manter a sua casa mais ecológica.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *