A Juventude Vai Tomar Conta Do Mundo!

Não é de hoje que as crianças e adolescentes nos ensinam tanto! Mas parece que elas vêm casa vez mais prontas para nos dar uma grande aula! Por isso, afirmamos: a juventude vai tomar conta do mundo!

Em tempos conturbados, de grandes mudanças, injustiças sociais, disputas de ego, violência e descaso com o planeta, as crianças chegam não só com soluções, mas com discursos muito mais conscientes e consistentes do que muito adulto por aí!

Uma nova geração que pensa nos impactos que as ações e decisões de hoje terão no futuro, que – por certo – será deles.

Como vimos em 2015 e 2016 a mobilização dos estudantes secundaristas no estado de São Paulo, que sacodiu o Brasil todo, voltando as atenções para a pauta da educação pública. Hoje, temos crianças e jovens liderando uma movimentação global de atenção às mudanças climáticas.

“Como nossos líderes comportam-se como crianças, nós teremos que assumir a responsabilidade que eles deveriam ter assumido há muito tempo atrás”, afirmou a sueca,  vanguarda desse movimento pelo clima, Greta Thunberg em dezembro, na Cúpula do Clima, que aconteceu na Polônia.

Eles chegaram para fazer a diferença

Essa nova geração nasceu em um momento histórico em que os adultos não dão conta da ação do tempo. Ou melhor, não pensam sobre ele. O presente é imediato, a vida se resume aquilo que se consome e pode ser consumido na hora, em troca de prazer. A realização do indivíduo hoje em nossa sociedade está muito diretamente ligada ao prazer e à solução imediata. E pouco se pensou nas consequências e impactos que essas ações iam gerar para o planeta, para as próximas gerações e para a vida na Terra. Nesse contexto, crescem os impactos do aquecimento global. E, é claro, ele está direta e somente ligado à ação humana. Impactos ambientais no planeta causados por consumidores vorazes, que buscam ampliar o presente para evitar o futuro.

Isso tudo serve como um puxão de orelha para todos nós. E como sempre buscamos por soluções positivas e esperança, fizemos uma listinha de crianças e adolescentes que têm tudo para transformar nosso modo de viver ou, pelo menos, chacoalhar os padrões da sociedade.

Com vocês… crianças que querem mudar o mundo!

Malala Yousafzai

“Uma criança, um professor, um livro e uma caneta podem mudar o mundo.”

 

 

Quando tinha 11 anos, Malala Yousafzai escreveu e publicou um diário anônimo sobre sua vida no Paquistão sob o regime do Talibã. Nessa fase, começou a defender o direito das mulheres à educação em um blog para a BBC.

Com 14 anos, foi capa da TIME e a pessoa mais jovem a receber o Nobel, ao ser escolhida para o prémio Nobel da Paz, por sua luta pelo direito de todas as crianças e mulheres à educação. “Esse prêmio não é somente para mim. Ele é para aquelas crianças esquecidas que querem educação”, disse Malala em seu discurso de agradecimento.

 

Greta Thunberg

 

“Às vezes me pergunto: qual é o sentido de ensinar quando ninguém está ensinando a verdade sobre o futuro?”

 

 

Ativista ambiental de 16 anos, nasceu na Suécia e já ganhou o mundo. Iniciou em agosto do ano passado um movimento de protesto para exigir de políticos ações concretas contra as mudanças climáticas.

Nesse dia, ela decidiu faltar na escola e se sentar com um cartaz em frente ao Parlamento sueco, em Estocolmo. O cartaz dizia: ‘Greve das escolas pelo clima’.

 

Jack Andraka

“A ciência tem a ver com usar a curiosidade para explorar e melhorar o mundo a nossa volta”

 

TED2013. Long Beach, CA. February 25 – March 1, 2013. Photo: James Duncan Davidson

 Aos 15 anos, o estudante inventou o que se apresentava a forma mais barata de detectar o câncer de pâncreas.

O adolescente ganhou R$ 294 mil na Feira Internacional de Ciência e Engenharia da Intel por sua criação e disse que teve a ideia do projeto inspirado por leituras de artigos científicos gratuitos na internet. O teste, que ainda está em fase de estudo de viabilidade, consiste em uma tira de papel coberta com uma solução de nanotubos de carbono e um anticorpo especial, de acordo com a revista Wired. O equipamento requer um sexto de uma gota de sangue para funcionar.

 

Genesis Butler

 

Escolhi o nome Genesis For Animals porque o meu nome significa um novo começo e é nesse sentido que quero ajudar os animais, a dar-lhes um novo começo

 

 

Ativista vegana de 12 anos, parou de comer qualquer alimento de origem animal aos 6. Tornou-se protagonista de palestras e eventos sobre o veganismo e sobre o impacto da pecuária para o planeta. Em 2017, Genesis tornou-se a mais jovem oradora do TEDx na conferência “A 10 Year Old’s Vision for Healing the Planet” – “A visão de uma criança de 10 anos sobre como curar o planeta”. Com essa idade, já foi vencedora de vários prêmios.

Recentemente, lançou um desafio ao Papa: Quaresma vegan. “Peço-lhe que se junte a mim e se abstenha de todos os produtos de origem animal durante a Quaresma e que apoie a campanha Million Dollar Vegan”, escreveu na carta, depois do agradecimento ao Papa pelo alerta às pessoas em relação ao problema do clima e da poluição.

 

Maria Pennachin

“Me despertou muito [o interesse] quando começou a aparecer essa problemática. Quando vem uma proibição, precisa de uma alternativa. Então eu mesma quis ir atrás dela”

 

A adolescente brasileira de 16 anos desenvolveu um canudo biodegradável à base de inhame no laboratório do Colégio Estadual Culto à Ciência, em Campinas (São Paulo) em 2018. Além de poder ser descartado na natureza sem causar prejuízos para a fauna e a flora, o biocanudo é maleável e até mesmo comestível.

O futuro da infância é também o futuro da humanidade. Vamos junt@s cuidar do futuro!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *