A Solução da Compostagem

Compostagem

O que é Compostagem?

Compostagem é o nome dado ao processo de “reciclagem” do lixo orgânico. É um sistema natural no qual fungos, bactérias e outros micro-organismos decompõe o lixo, transformando-o em composto orgânico, rico em húmus e nutrientes. Os produtos do sistema de decomposição são: matéria orgânica compostada, gás carbônico, calor e água. O material orgânico resultante pode ser utilizado como adubo em hortas, jardins e grandes plantações, substituindo os fertilizantes sintéticos por composto natural. Além do benefício de ser livre de substâncias químicas, o adubo compostado é absorvido pelas plantas em graduação maior. Ou seja, o beneficiado pela adubagem consegue absorver no tempo ideal seus nutrientes, da forma mais natural possível.

As composteiras têm ganhado cada vez mais espaço na vida de quem busca alternativas sustentáveis para o dia a dia. Isso é uma forma de reduzir a quantidade de resíduos orgânicos que são encaminhados para aterros. Além de contribuir para o aumento da vida útil desses locais e aproveitar ao máximo a funcionalidade dessas substâncias. Porém, o número ainda é expressivamente baixo. De acordo com o Ministério do Meio Ambiente, os resíduos orgânicos representam 50% do lixo gerado nas cidades. Agora, menos de 2% disso vai para a compostagem. ( http://www.mma.gov.br/cidades-sustentaveis/residuos-solidos/gest%C3%A3o-de-res%C3%ADduos-org%C3%A2nicos)

 

Tipos de Compostagem

São 4 os tipos de compostagem mais comuns: por leiras, a vegana, a vermicompostagem e a elétrica. As leiras são linhas cobertas por matéria orgânica ou materiais biodegradáveis. Estas, sob condições ideais de temperatura e umidade, decompõem os resíduos. A vegana e a vermicompostagem funcionam da mesma forma, porém a primeira não faz uso das minhocas, que atuam na digestão da matéria orgânica. Já a elétrica, como o nome diz, processo os resíduos orgânicos eletricamente em até 24 horas, sem utilizar produtos químicos.

Os resíduos compostáveis, quando não devidamente cuidados, podem se tornar grandes inimigos do meio ambiente. Isso porque  seu chorume (líquido excesso gerado pelo lixo) libera gases que estão diretamente ligados ao efeito estufa. Quando deixados expostos ao ambiente, os lixos orgânicos dão condição para a proliferação de animais potenciais transmissores de doenças e pragas.

A compostagem é um método extremamente sustentável para dar fim ao lixo orgânico produzido em casa e que, muitas vezes, tem destino desconhecido por nós, e, por sua vez, dar início a produção de adubo.

 

Economia Circular

Essa lógica de economia circular, de reutilização, transforma os resíduos de uma cadeia produtiva em componentes para outras. Esses são princípios da permacultura. Entender que o mundo não tem fora e que tudo que é produzido, poderia e deveria ter um fim, que seja começo para outro processo e assim por diante.

 

Concluímos, no entanto, que ainda é necessário investir em políticas públicas que incentivem a separação de resíduos orgânicos – assim como foram e são feitas ações em cima de materiais recicláveis secos – e a compostagem, com o intuito de fomentar a produção orgânica de alimentos e dar fim ao lixo de forma ambientalmente sustentável e segura.

 

Nós recomendamos a todos visitarem usinas de compostagem para ver de perto o processo. Aqui nesse link: https://www.hagah.com.br/categoria/sp/sao-paulo/usinas-de-compostagem é possível encontrar os locais em São Paulo. Depois, conte para a gente como foi a experiência!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *