Bucha Vegetal X Bucha Sintética

bucha vegetal x bucha sintética

O item para lavar louça mais comum nas pias da cozinha dos brasileiros é a esponja sintética. Feita de espuma, é – em essência – composta por plástico poliuretano, material extremamente difícil de reciclar, feito a partir do petróleo e demais substâncias químicas sintéticas.

Quantas esponjas utilizamos em nossa vida? Agora pensem que elas ainda estão no meio ambiente, seja em aterros, seja nos rios e mares. Cada uma delas.

A escolha mais acertada para essa tarefa se tornar ecológica é substituir as tradicionais esponjas, pelas buchas vegetais. Aquelas que são conhecidas como buchas de banho, são idealmente utilizadas para lavar louças e outras funções no lar.

Fruto da Luffa Cylindrica, uma trepadeira de flor amarela, parecida com o pepino. São típicas do clima tropical e pegam muito fácil nas condições climáticas do Sudeste. Dá para ter um pé de Luffa Cylindrica em casa! ? Por serem naturais, são biodegradáveis e as da POSITIV.A são ainda orgânicas (sem agrotóxicos) e costuradas em formato perfeito para o uso com a louça, e ainda vem com uma alcinha para pendurá-la e facilitar a secagem.

 

Fizemos um comparativo entre a bucha vegetal e a esponja sintética para auxiliar o entendimento das duas opções. Confira:

 

BUCHA VEGETAL

– Não risca panelas, talheres e inox em geral

– Detém o crescimento de bactérias

– Fortalece a agricultura familiar

– Não gera resíduo, pois é biodegradável e compostável

– A bucha POSITIV.A é orgânica, sem químico nenhum!

– Dura até 2 meses de uso contínuo em perfeito estado

– Melhor custo benefício

– Recomendada para usar na louça, roupa, a casa e a pele (efeito esfoliante)

 

bucha vegetal x bucha sintética

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ESPONJA SINTÉTICA

– Dependendo do uso, pode riscar algumas superfícies

– Prolifera o crescimento de bactérias

– Fortalece grandes empresas e a indústria do plástico

– Dura milhares de anos na natureza, pois é de difícil reciclagem

– Feita com plástico poliuretano (petróleo) e outros componentes químicos sintéticos, que têm efeitos nocivos ao meio ambiente

– Sua vida útil ideal é de apenas 7 dias

– Preço alto para tantos danos a longo prazo

– Não é recomendado o uso durante o banho

 

bucha vegetal x bucha sintética

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Dicas POSITIV.A

Para fazer sua bucha vegetal durar ainda mais, ferva-a uma vez por semana. Essa ação irá mantê-la em condições ideais de uso por mais tempo. Deixe-a sempre pendurada para secar com mais rapidez entre um uso e outro. Na hora de descartar, pique em pedaços menores e coloque na composteira. Caso não tenha composteira em casa, coloque sob qualquer vaso com terra ou descarte-a no lixo orgânico comum. Ah, e só vale compostar se em seu ciclo de vida for utilizada com produtos de limpeza também biodegradáveis. Do contrário, você pode prejudicar o ciclo da composteira.

 

Esperamos contribuir cada vez mais com a diminuição do uso das esponjas sintéticas. Contamos com vocês para isso! <3

 

bucha vegetal x bucha sintética

3 thoughts on “Bucha Vegetal X Bucha Sintética

  1. Stéphanie diz:

    Oii! Adorei as dicas! Queria saber se posso usar a bucha vegetal no Teflon.. As panelas de Teflon vêm com várias recomendações pra que o Teflon seja preservado, como por exemplo, não usar o lado verde da esponja sintética. Gostaria de usar a bucha vegetal mas fico com medo de estragar as panelas… Obrigada pela ajuda!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *