Hortas Urbanas em SP

Hortas Urbanas

Você sabia que existem hortas urbanas em São Paulo? Pois é, 464 anos não é pouca coisa não. É tempo para uma cidade, de um país que foi colonizado, se tornar uma das maiores metrópoles do mundo. São 12 milhões de habitantes trombando em avenidas com os mais importantes centros empresariais, dinheiro internacional circulando nos grandes e pequenos comércios, engarrafamentos diários, que são muitas vezes brevemente esquecidos em uma mesa de bar com a boa e velha cerveja gelada acompanhada por uma porção de pastel frito. Quer combinação mais paulistana que essa? Nós queremos sim!

A cidade de São Paulo, assim como toda grande capital é repleta de contradições e nós adoramos enxergar vida e alternativas positivas entre elas.

2018 e o mundo pede por socorro e respiros diante de tanto concreto, emissão de gás carbônico, queima de combustível, prédios espelhados, ar condicionado, fast food, despertador, enchentes e por aí vai… Mas como essa cidade não para de nos surpreender, ela promete vir com força em um movimento contrário a tudo isso. De uns anos para cá, pudemos observar o crescente interesse da população no consumo consciente; começando pela alimentação, passando por produtos de limpeza (Alô, Positiv.A!), cosméticos, vestuário. Questionar a origem e os processos daquilo que consumimos, comprar de pequenos produtores, priorizar comerciantes locais, para facilitar a logística e assim diminuir o preço etc. tem virado rotina para muita gente.

Hortas Urbanas

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O Parabéns e as Hortas Urbanas

Caminhamos para o tema que nos motivou a escrever este texto. Além de parabenizar nossa querida e amada cidade natal pelos seus 464 anos nesse dia 25 de janeiro, queremos falar sobre as hortas em praças públicas da cidade.

O desejo do paulistano de tirar uma folga do asfalto quente e descarregar a energia na terra fresca e úmida, parece mais comum do que a gente pensa. Despejar sementes, que muitas vezes nem se sabe do que é e esperar pacientemente o passar dos dias, meses, anos, com todo cuidado, regando, até que a planta se desenvolva. Desacelerar e aprender com o tempo da natureza a se respeitar: cada ser vivo tem um tempo. Por que essa tentativa cruel de se adaptar ao tempo da cidade?

Comer aquilo que se planta é tão especial, atribui-se outros valores, resinifica-se o alimento e o ato da nutrição e pensar nisso vem se mostrando cada vez mais urgente. As hortas urbanas vêm suprir essa necessidade dentro de nossas rotinas cronometradas em que, muitas vezes, nosso autocuidado é a última das prioridades.

Como bem disse Lucas Ciola, articulador da Rede Permaperifa: “o compromisso de regar a planta todo dia, por exemplo, nos conecta com o ciclo delas, da lua, e por aí vai. Isso vai realinhando e reorganizando a nossa mente. A terra é neutra, absorve os íons que sobrecarregam o nosso corpo, ajudando a neutralizar a negatividade. Por causa da horta, a pessoa começa a comer comida orgânica, que também influencia na mente e afeta a saúde. Daí, vai para as ervas medicinais e deslancha, pois ele começa a se reapropriar da medicina que ficou terceirizada na mão do médico e pegamos de volta esse saber.”  (Leia mais aqui: http://www.porquenao.org/permacultura-na-periferia-natureza-ver-saude-mental/)

Pensando nisso, preparamos uma lista com diversas iniciativas na cidade de São Paulo, que propõe trazer um pouco de verde, de alimento sem veneno, de plantas alimentícias que você não encontra em feiras e mercados comuns, de calma e de muito respeito à natureza e a seu tempo.

 

Hortas Urbanas

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Aqui vão as principais hortas urbanas da cidade:

 

Rua Peru – Jardim das Américas

  • Horta do Ciclista

Esquina da Av. Consolação com Av. Paulista’

Rua Souza Reis x Rua Corinto

Av. Eng. Heitor Antônio Eiras Garcia 9.200, Vila Nova Esperança

Rua Francisco Bayardo na esquina com a Rua Saramenha

  • Horta no IO USP

Praça do Oceanográico, 191

  • Horta da Escola de Aplicação

Av. da Universidade, Travessa Onze, 220 – Vila Universitaria, São Paulo

Praça Dolores Ibarruri, s/nº, Vila Beatriz

  • Horta Parque do Carmo

Av. Afonso de Sampaio e Sousa, 951 – Itaquer

  • Horta do Clube Escola Pq. do Carmo

Avenida Afonso de Sampaio e Sousa, 2001

  1. Vergueiro, 1.000

Av. Alcântara Machado, 2.200

  • Horta do Beco Cambuci

Rua Antônio Tavares, altura do 474

  • Horta Marginal

Praça Julio Prestes – Centro – Quintal Orgânico

Av. Pompeia, 2140, esquina com André Casado

  •  Horta do CABio – coletivo de Agroecologia

Instituto de Biociências – USP – Butantã

  • Horta da Faculdade Medicina/USP

Av. Dr. Arnaldo

  • Horta da Praça das Flores

Av. Alcantara Machado, 2200, Mooca

  • Horta da Machado de Assis – Praça Rosa Alves

Rua Machado de Assis, 556 aproximadamente – Vila Mariana

 

Se você conhecer mais alguma horta comunitária, conte pra gente! ?

E vamos juntas e juntos aumentar esse número cada vez mais!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *