Por que evitar o uso de microondas?

não usar microondas

O microondas passou a se tornar um eletrodoméstico cada vez mais comum nos lares brasileiros. Em meio a vida agitada, ele se transformou em um item proporcionador de praticidade e economia.

Tem gente que quase não usa, tem gente que usa só pra fazer pipoca, tem gente que usa pra esquentar a comida uma vez ou outra, mas tem gente que usa pra absolutamente tudo!

A comida quando aquecida no microondas tem sua textura, seu aroma e seu gosto alterados, vocês não acham?

No entanto, existem algumas questões que atravessam esse eletrodoméstico e levantam o debate: microondas faz mal para nossa saúde? E para o planeta? A radiação afeta os nutrientes do alimento?

 

A AÇÃO DO MICROONDAS

Quando você coloca um alimento nutritivo em um forno de microondas, ele é aquecido de dentro para fora. Normalmente, em métodos tradicionais de cozinhar, a direção é contrária: de fora para dentro.

Quando a ação é de dentro fora, ela funciona como uma pequena explosão dentro das moléculas dos alimentos, alterando sua composição natural e seus nutrientes, no nível celular.

Além disso, as microondas usam uma quantidade altamente concentrada de energia eletromagnética artificial (radiação) para aquecer comida. Isso resulta na criação de partículas estranhas de comida, que seu corpo não quer, tampouco precisa.

 

O “X” DA QUESTÃO

Há especialistas em nutrição que apresentam estudos comprovando que os microondas não degradam os níveis de nutrientes e vitaminas dos alimentos, defendendo, portanto, que os fornos de microondas são seguros para nossa saúde. No entanto, ainda não se comprova que a comida não é impactada de alguma forma.

Já foram feitos testes que mostraram que houve a redução dos glóbulos vermelhos, glóbulos brancos e concentração de hemoglobina, bem como o aumento das células imunitárias envolvidas no processo inflamatório de quem consumiu alimentos que passaram pelo microondas por um determinado período.

O uso do microondas também impacta e diminui a atividade das enzimas antioxidantes, o que se traduz em uma diminuição significativa na proteção antioxidante e pode estar implicado no desenvolvimento de doenças degenerativas. Além de mudar a estrutura proteica dos alimentos.

 

OS IMPACTOS NÃO PARAM POR AÍ!

Além das consequências negativas na alimentação, não podemos esquecer que a radiação do microondas pode impactar diretamente nossos corpos.

O vazamento de microondas pode danificar as células e tecidos humanos. À medida que a vedação do forno de micro-ondas envelhece, o vazamento tende a exceder os limites de vazamento recomendados.

E ainda tem aquela história que nossas mães e avós sempre dizem: “não olha para o microondas quando está funcionando porque faz mal!” E pode mesmo! As ondas podem ter efeito enfraquecedor da retina.

 

QUALIDADE X COMODIDADE

As pessoas acabam optando pelo microondas muitas vezes pela conveniência, velocidade, facilidade de aquecer e comer alimentos que já estão pré-prontos.

Claro que usar uma vez ou outra não terá grandes consequências. O problema apontado aqui é o uso frequente, cotidiano, em diversas refeições ao longo do dia. E atente-se sempre ao recipiente colocado no microondas. Certifique-se de que ele é próprio para o forno e não sofrerá qual reação às ondas e ao aquecimento.

 

COMO SUBSTITUIR O MICROONDAS?

Voltarmos ao bom e velho fogão. A lenha, a gás, elétrico!

Quaisquer dessas opções têm menos efeitos em nossa saúde e na composição do alimento do que o microondas. Além de esquentar muito mais e preservar o sabor da comida!

 

 

2 thoughts on “Por que evitar o uso de microondas?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *