Um refúgio no Pantanal

Um refúgio no Pantanal

O Pantanal, apesar de ser o menor bioma do Brasil, é considerado a maior planície alagável do mundo. Sua área ocupa 1,76% do território brasileiro, nos estados do Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, além da parte boliviana e paraguaia. No Brasil, concentra 263 espécies de peixes, 41 espécies de anfíbios, 113 espécies de répteis e 463 espécies de aves. Além disso, tem 132 espécies de mamíferos e cerca de 2 mil espécies de plantas, segundo o Ministério do Meio Ambiente.

A expansão da agropecuária, a extração irresponsável da vegetação nativa e a destruição de habitats são comuns nessas regiões. Essas ações desregulam o biossistema, assoreiam os rios, além de colocar espécies em risco de extinção. Assim como em outras áreas vegetativas, é preciso rever o uso que se faz desses espaços. E isso deve ser feito sempre de maneira mais responsável e sustentável. Tratando-se do Pantanal, essa revisão é urgente, dada sua pequena ocupação no território brasileiro.

 

Refúgio Ecológico Caiman – Paraíso no Pantanal

Inserida nesse contexto e nesse bioma, o Refúgio Ecológico Caiman é uma fazenda de 53 mil hectares, localizada no Mato Grosso do Sul, desde 1987. O REC é dividido em três grandes atividades principais: a Pousada Caiman, a Estância Caiman e o Programa de Conservação da Natureza.

Para oferecer aos visitantes uma aproximação com a natureza, a Caiman segue uma rigorosa carta com controle ambiental. Isso faz a interação homem X meio ambiente o mais sustentável e harmoniosa possível. Por meio do Programa de Conservação da Natureza, o REC mantém a Reserva Particular de Patrimônio Natural (RPPN) em uma área de 5,6 mil hectares. Isso é apoiando diversos projetos de pesquisa e manejo de espécies, desenvolvidos na área do Refúgio.

“A Pousada ainda desenvolve projetos como o Caiman Recicla, de coleta e separação do lixo reciclável ou perigoso em toda a propriedade. Além de atividades de educação ambiental para os funcionários, entre outras práticas. Em 2004, o Refúgio Ecológico Caiman criou uma reserva natural que corresponde a mais de 10% de sua área. Essa é a Reserva Particular do Patrimônio Natural Dona Aracy. Esta área apresenta uma grande diversidade de habitats, entre cerradões, campinas, carandazais e cerrado baixo. Além de vazantes, corixos, capões e cordilheiras, onde encontram abrigo numerosas espécies da fauna e da flora pantaneiras.”

A Positiv.A se juntou à Caiman para implementar novas ações em soluções ambientais. Fizemos isso  com objetivo de tornar esse Refúgio cada vez mais integrado e autossuficiente. Por isso, estamos ansiosos para ver acontecer! Enquanto isso, vocês podem dar uma olhada em outras soluções ambientais que implantamos aqui. O resto,  contaremos tudo para vocês,  acompanhem nosso blog!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *