Uma Casa Consciente

casa consciente

CASA CONSCIENTE

 

Dentre os primeiros projetos em solução ambiental da POSITIV.A está uma casa em Moema, onde vive um casal com os ideais bem parecidos com os nossos. Praticantes de yoga, os dois são ligados ao meio-ambiente e já utilizavam nossos produtos de limpeza consciente quando decidiram investir em sistemas que minimizassem a pegada ecológica da residência onde moram.

Para isso, chamaram a POSITIV.A que, ao lado do arquiteto André Vainer, viabilizou um projeto que nos orgulha até hoje! (E foi tema de matéria da revista Arquitetura & Construção)

 

 

casa consciente

ENERGIA PRÓPRIA

 

A casa possui sistema de energia solar, aquecimento de água e reuso de água, além de uma horta agroecológica.

O sistema fotovoltaico emprega 18 placas postas no telhado, que aproveita a insolação das faces norte e nordeste da casa para produzir energia. Por meio do sistema conhecido como on-grid, a rede da casa se conecta à rede pública de distribuição. O rendimento dos paineis fotovoltaicos é contabilizado, jogado na rede e considerado no cálculo da conta de luz. Veja mais sobre aqui. As 18 placas geram uma média mensal de 470 kWh, 81% do total consumido na morada. O retorno do investimento do sistema de energia está previsto em até 8 anos.

 

REAPROVEITAMENTO DE ÁGUA

 

Dentro do conceito de permacultura, o projeto da casa não poderia desconsiderar a captação e reuso da água. Além da água de chuva, o sistema implantado abarca a água proveniente das pias dos banheiros, chuveiros, máquina de lavar roupa e máquina de lavar louça. A coleta é utilizada para lavagem dos pisos externos, irrigação da horta e demais plantas e descargas. Estamos falando em 80% de água de reuso.

O tratamento dessa água que chamamos de água cinza tem todo o processo natural, por meio de tanques sob o deck da cobertura da edícula. A água passa primeiro por um filtro de areia, depois por raízes de plantas aquáticas. Seguido de mais duas etapas, que ocorrem em um canteiro, até que a água chegue à cisterna de 12 mil litros enterrada embaixo da edícula.

 

ESPÉCIES

 

No paisagismo da casa compõe: Palmito Juçara, Grumixama, Pitangueira, Nêspera, Maçã, Lichia, Bananas Prata e Nanica, Mamão, Taboa, Taioba, Papirus, Inhame Roxo, Heliconia, Veloziana, Gengibre, Abacaxi, Costus, Gigante, Costela de Adão, Primavera, Ora Pro Nóbis, Maracujá doce e azedo e muitas outras,

Na horta agroecológica ainda tem espécies para alimentar o casal com muita fartura e diversidade!

 

Um exemplo a ser seguido, a casa caminha no sentido da autossuficiência, gerando impacto positivo para o meio-ambiente. E consciente do mundo que deixa como legado para as próximas gerações.

casa consciente

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *