Vamos pensar por que os oceanos são importantes na sua vida?

Texto por Maria Eugênia Fernandes e Mariana Borsari

Em comemoração ao Dia Internacional dos Oceanos e Dia d@s Oceanógraf@s, 8 de junho.

O trabalho que a gente não vê

Os oceanos são o pulmão do mundo e não a Amazônia, como muitos dizem. Os responsáveis por grande parte da produção de oxigênio são as algas, seres aquáticos que podem ser microscópicos ou macroscópicos. Estes microrganismos formam o que chamamos de fitoplâncton. O fitoplâncton produz mais de 50% de todo o oxigênio da Terra, como resultado de sua fotossíntese. No mesmo processo, absorve entre 25% e 30% de todo o CO2 emitido pelo homem. Assim, os oceanos também atuam como reguladores do nosso clima.

O fitoplâncton também compõe a base da cadeia alimentar dos ambientes aquáticos, servindo de alimento para organismos maiores, estruturando e equilibrando toda a teia trófica.

Fitoplâncton visto no microscópio

Os oceanos mantêm a vida

Os mares são e sempre foram grandes controladores do clima. Nos últimos 200 anos, absorveram 80% do calor adicionado pelo ser humano na atmosfera. Sem eles, estaríamos fritos, literalmente.

Com a evaporação da água dos mares, temos a circulação atmosférica retornando à água como chuva e neve, restaurando rios, lagos e aquíferos. Sem os oceanos não haveria nem água potável na Terra.

Tudo isso significa que os oceanos nos fornecem diversos serviços ecossistêmicos, que são os benefícios da natureza para nós e para toda a vida. Sem eles não há floresta, não há regulação do ambiente feita pelos ecossistemas e organismos, não há alimentos… Logo, destruindo os oceanos, nós acabamos com a biodiversidade, impactamos o turismo, a economia, transporte de mercadorias, ou seja, tudo, pois estamos completamente interligados. Sem os oceanos, todas as formas de vida sofrerão consequências.

E quem estuda a conservação dos oceanos?

 

Oceanógraf@s, especialistas em oceano

Oceanografia é uma área de estudo considerada exata e interdisciplinar, que integra os processos físicos, químicos, biológicos, geológicos e sociais, que ocorrem na zona oceânica, costeira, em manguezais, estuários e praias. Se você parar pra pensar, todas essas áreas têm uma relação direta com os oceanos, e com a gente também.

Nos processos biológicos são estudados toda a vida nos oceanos, desde o plâncton até grandes animais do topo de cadeia alimentar, como tubarões. Os processos físicos buscam entender os efeitos da temperatura, salinidade, pressão, densidade e massas de água, também como funcionam ondas, marés e a circulação geral dos oceanos. Os processos geológicos investigam a origem e evolução dos fundos oceânicos, o relevo submarino e características dos sedimentos, como exemplo a areia da praia. Já os processos químicos explicam a composição da água do mar, ciclo dos nutrientes e muito mais.

E por fim, mas não menos importante, a oceanografia que trata da visão socioambiental lida com toda relação do ser humano com o oceano, impactos na pesca e consequentemente nas comunidades caiçaras e tradicionais, leis de conservação ambiental, gerenciamento costeiro, mudanças climáticas e impactos na zona costeira… Portanto, o oceanógrafo deve colocar em prática esse olhar plural, multi e interdisciplinar.

Preparação de equipamento oceanográfico de coleta de água (Foto: Mariana Borsari)

A Oceanografia ainda é uma área de estudo pouco conhecida pela sociedade, e vem se mostrando cada vez mais necessária. No Brasil, a graduação em ciências do mar começou em 1971, no Rio Grande do Sul e foi se espalhando pelo país. Hoje há um total de 14 instituições que oferecem o bacharelado.

 

Os oceanos precisam da nossa ajuda

É fato que conhecemos mais a lua do que os nossos oceanos, e nesse 8 de junho, vamos voltar nossa atenção a eles? Nosso planeta está conectado, interligado entre redes de ecossistemas que compõem o mosaico da vida na Terra. Todos os seres vivos dependem uns dos outros para sobreviver. Há razão melhor do que essa para conservarmos os nossos oceanos?

Nas palavras de Sylvia Earle, grande pesquisadora sobre os oceanos:

“As pessoas perguntam: Por que eu deveria me importar com o oceano? Como o oceano é a essencial no sistema de suporte de vida da Terra, ele molda o clima. Ele mantém a maior parte da vida na terra. 97% da água da Terra está lá. É o coração azul do planeta, e devemos cuidar do nosso coração. É o que torna a vida possível para nós. Ainda temos uma boa chance de melhorar as coisas do que são. Eles não vão melhorar a menos que tomemos a ação e inspiremos outras pessoas a fazerem a mesma coisa. Ninguém está sem poder. Todo mundo tem a capacidade de fazer alguma coisa. “

 

Para se inspirar recomendamos o TED incrível da Sylvia Earle

 

💙 #worldoceanday #protejaosoceanos #oceandecade

 

Leia mais sobre plástico nos oceanos

 

Deixe uma resposta