Os Recifes de Corais estão Morrendo

Recifes de corais estão morrendo

OS RECIFES DE CORAIS ESTÃO MORRENDO: VOCÊ SABE POR QUÊ?

 

Os  recifes de corais são animais marinhos invertebrados. Minúsculos pólipos com exoesqueletos rígidos, que formam espetaculares recifes e são considerados um dos ecossistemas mais importantes do planeta, pois abrigam aproximadamente um quarto das espécies marinhas, entre peixes e algas.

As estruturas dos corais servem muito bem para hospedar algas e os dois seguem em uma relação mutualística, ou seja, ambos se beneficiam da presença um do outro. Essa interação é feita para proteção e obtenção de nutrientes. As algas produzem – por meio da fotossíntese – um açúcar chamado glicerol. O açúcar em excesso sintetizado pelas algas é a principal fonte de alimento dos corais.

Essa relação para acontecer de forma satisfatória exige determinadas condições ambientais e é sobre as quebras dessas exigências que vamos falar.

 

EFEITO ESTUFA: O GRANDE VILÃO DOS CORAIS

 

O efeito estufa tem impacto direto no chamado branqueamento dos corais. Isso se dá, pois com o aumento da temperatura dos oceanos, as algas saem do hospedeiro, em um fenômeno que ainda não se sabe ao certo se passiva ou ativamente.  As algas com suas inúmeras colorações são as responsáveis por colorir os corais, sendo assim, com sua saída, os deixam brancos. De 2014 a 2016 foi registrado o maior branqueamento de corais do mundo.

Sem as algas abrigadas, os corais não têm como se alimentar e ficam suscetíveis a doenças. E as algas, se não acham outro hospedeiro, tornam-se mais vulneráveis.

 

DEMAIS CAUSAS

  • Aumento da temperatura da água do Mar, com a formação de fenômenos climáticos como o El Niño e a La Niña;
  • Acidificação dos mares pelo aumento do CO2 na atmosfera e na água do Oceano. O gás acumulado nas águas reage formando o ácido carbônico. Além de desestabilizar os corais e algas, o ácido age com efeito corrosivo no calcário dos corais
  • Pesca excessiva
  • Turismo muitas vezes irresponsável
  • Aumento na intensidade dos raios UV pela redução da camada de Ozônio;
  • Elevação do nível do oceano pelo degelo dos polos e gelos externos das montanhas;
  • Mudança na salinidade do mar;
  • Alterações nas correntes marinhas e na oxigenação dos oceanos;
  • Maior contaminação de algumas regiões costeiras com a irradiação de microondas das antenas celulares;
  • Aumento de tempestades, furacões e tsunamis, no mar;
  • Aumento das chamadas zonas mortas, com perda da oxigenação do mar, decorrentes do excesso de poluição causada por agrotóxicos agrícolas.

Entendemos que todas essas causas estão ligadas a ações dos homens na Terra e, a maior parte delas, está ligada umas às outras devido, principalmente, às grandes emissões de gases que contribuem para o Efeito Estufa. Frear essas ações se faz urgente e é o único jeito de salvar os recifes de corais nos oceanos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *